Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \29\UTC 2008

closer

Atenção você, votante do Jerry:

Estou aqui para falar de uma série muito especial, um dos melhores dramas atualmente exibidos na TV. Trata-se de The Closer. Pra quem não sabe, a série mostra as atividades da Divisão de Homicídios Prioritários da Polícia de Los Angeles. O ‘Prioritário’ é um termo bem amplo, já que a equipe trata desde assassinatos de famosos até homicídios múltiplos ou estupros seguidos de assassinato.

E aí você pergunta, o que uma série dessas tem de tão especial? Num primeiro olhar, não parece um programa muito inventivo, já que segue uma fórmula aparentemente rígida: investigação da cena do crime, depoimentos de testemunhas e suspeitos, e a confissão do culpado obtida pela protagonista (ela é a ‘fechadora de casos’ do título da série). O primeiro grande destaque obviamente é Kyra Sedgwick, indicada a inúmeros prêmios. Com seu sotaque sulista delicioso (antes de sotaques sulistas virarem moda na TV), ela sempre consegue arrancar a confissão dos malfeitores (a expressão de surpresa dos colegas dela no primeiro episódio, apesar de exagerada, dá a entender o quão boa ela é em seu trabalho). Chocolatra de carterinha, ela nos diverte, nos emociona e todo aquele blá-blá-blá que atrizes completas como ela são capazes de fazer. (mais…)

Read Full Post »

A Trilogia da Luta, de Ron Howard

Ron Howard é um dos maiores cineastas americanos vivos*. São deles clássicos como Código da Vinci e O Grinch**. Mas artisticamente falando, seu trabalho mais importante é a Trilogia da Luta. Nunca ouviu falar? O primeiro exemplar é A Luta pela Esperança, de 2005: (mais…)

Read Full Post »

Você aguenta Dexter Morgan?

Do You Take Dexter Morgan?

Escrito por Scott Buck. Dirigido por Keith Gordon.  **/****

(ATENÇÂO: Spoilers envolvendo toda a terceira temporada de Dexter. Leia por sua própria conta e rico, etc etc etc.)

Não gostei muito não. Com o maior arco da temporada (leia-se o embate contra Miguel Prado) encerrando-se no episódio anterior, essa season finale soou muito vazia. Fora o sempre certeiro trabalho de interpretação de Michael C. Hall e suas tradicionais frases de efeito, não sobra praticamente nada. Nem os confrontos contra Ramon e Skinner que deveriam ser os momentos mais tensos, serviram pra alguma coisa, já que Dexter se livrou desses problemas rapidamente. A última cena foi o casamento do protagonista com Rita, o que, segundo a narração vai ajudá-lo a deixá-lo mais ‘humano’ (a tal ‘humanização’ que ajudou a destruir House, só pra constar). Então aqui me resigno a deixar alguns pitacos sobre como os principais problemas e algumas soluções para a série retomar a curva ascendente nas próximas temporadas (o 5º ano já está garantido, não se esqueça): (mais…)

Read Full Post »

The Big Bang Theory

Série de Comédia

Ator em Série de Comédia Jim Parsons

Read Full Post »

Friends…again

holiday_armadillo

Mais de dois anos depois, revi toda a série, dessa vez ao lado da Dani. A minha opinião pode ser lida aqui e aqui (role até lá embaixo). Algumas observações extras pra justificar o post:

– Ao contrário do que eu disse antes, as duas últimas temporadas são claramente mais fracas. Algumas tramas começam a se repetir, e o número de idéias engraçadas cai bastante. Peguemos por exemplo a última temporada. O episódio mais engraçado, The One Where the Stripper Cries é tão engraçado quanto, sei lá, pelo menos metade dos episódios do quinto ano. E pra conseguir isso eles tiveram que  colocar (a) o Danny DeVito pra tirar a roupa, (b) um flashback do final dos anos oitenta (com direito a penteados da época, Monica pré-regime, Rachel pré-plastica, etc) e (c) Joey em um gameshow (que alias poderia ser tranquilamente subtraido sem nenhum impedimento narrativo, se bem que isso tornaria o episódio razoavelmentemenos menos engraçado – “Paper, snow , a ghost!”). Em resumo, nada minimamente orgânico quanto um blecaute ou um atraso para uma festa.

– Se bem que, pelo menos a última temporada, é feita mais pra chorar do que pra rir. E nisso eles se sairam maravilhosamente bem.

– O Felipe comentou algo do tipo no twitter e eu assino embaixo: todos eles ficaram mais bonitos com o tempo. E nos clips shows dá pra sacar também o quanto os valores de produção foram melhorando com o passar dos anos. Só fico me perguntando se daqui a 10 anos quando eu rever a primeira temporada de How I Met Your Mother vou ficar pensando no quão ultrapassados estão as roupas e figurunos dos personagens.

– No final do clip show antes do episódio final, toca uma montagem de Walk On do U2 com imagens da série. A edição desse video é absurdamente foda. Tudo casa com a letra direitinho. Destaque pro Joey aparecendo de Superman na parte do “Freedom!”:

Read Full Post »

Despedida

Last Resort

Escrito por Matthew V. Lewis. Dirigido por Katie Jacobs. */****

Estava morrendo de medo do quão ruim este aqui poderia ser, graças à média nada abonadora dessa temporada de House e da natureza de “grande evento” do episódio (duração estendida, ator ganhador de Emmy, SEQÜESTRO!).

A historinha é um subproduto de Um Dia de Cão (como o próprio House aponta): um paciente (Zeljko Ivanek, que está aparecendo em TODAS as séries ultimamente) com uma doença misteriosa que demanda atendimento prioritário e irá até as últimas conseqüências para obtê-la (bocejos). Mas, verdade seja dita, o episódio não foi assim uma bomba, foi apenas medíocre. (mais…)

Read Full Post »

Ned na Cova dos Leões

Eu nem gostei tanto assim do episódio. Mas uma série como essa não podia ser cancelada. Como seria bom viver em um universo sorkiniano…

Read Full Post »